Thursday, September 25, 2014

Métricas, benchmarks e conversion rates... e a King.

Entender as métricas (quais são, o que significam, etc...) e os benchmarks (quanto é uma taxa de conversão boa, qual o custo de aquisição de usuários no Brasil, etc...) é parte essencial do negócio de vender jogos freemium...

No entanto, existe uma confusão grande com relação a esses números. Nesse artigo aqui do GamesBrief, parte dessa confusão é discutida... E a conclusão é que é confuso mesmo e muito complicado de saber quais indicadores cada empresa usa por que a taxa de conversão, por exemplo, pra o Team Fortress não é a mesma que a galera do Candy Crush usa... Olha aqui!


Mas, apesar da confusão, uma coisa passou batido na análise da Gamesbrief... Um detalhe nesse gráfico abaixo:

Q1-14, a king tinha mais usuários que em Q2-14. Ou seja, perdeu usuários. Na verdade, pior que isso, a conversion rate era 3.4 e passou pra 3.0. Ou seja, dos usuários que perdeu, maior parte era pagante. Pra onde foi essa galera? Pelo nosso último post, não foi pra Supercell. Ou foi? Kardashian?